domingo, 29 de janeiro de 2012

AAVSO solicita monitoramento da estrela simbiótica RT Crucis


O Dr Jeno Sokoloski da universidade de Columbia, EUA, solicitou a American Association of Variable Star Observers, AAVSO apoio no monitoramento da estrela variável simbiótica RT Crucis. O objetivo é verificar comportamento incomum desta estrela no visível, uma vez que o monitoramento em Raios X duros efetuado pela sonda Swift/BAT hard X-ray indica um abrilhantamento nos últimos anos, o que pode levar a estrela se tornar um progenitor de supernova tipo Ia.

Atendendo a solicitação do Dr. Solokoski, a AAVSO solicita aos seus membros e observadores um monitoramento desta estrela tanto com utilização de fotometria por CCD, fotômetros e visuais.

As coordenadas de RT Crucis : A.R. 12 34 53.74 Dec. -64 33 56.0 (2000.0)

Pode se obter cartas de medição no site da AAVSO, utilizando o serviço do Variable Star Plotter,
VSP (http://www.aavso.org/vsp).

A
AAVSO solicita que as observações sejam enviadas para o seu banco de dados internacional usando a designação "RT CRU". (http://www.aavso.org)

CEA-PE, SAR e SEASE vão à Maceió para discutir ações para LiNeA

Reunião de Astrônomos amadores no OAGLL. Da esquerda para direita: Fidelis (CEAAL), David (CEAAL), Edmilson Barreto (CEAAL), Romualdo (CEAAL), Jailton (SEASE), Antônio (SAR), Everaldo (SAR), James (SAR), Ivo (SEASE), Batista (CEA), Kizzy (CEAAL), Lupércio (CEA), Edmilson (CEA), Gilberto (CEA) e Adriano (OAGLL-CEAAL). 


   Dia 21 de janeiro de 2012, em um sábado chuvoso, o observatório recebeu a visita de três grupos de Astronomia Nordestinos que vieram a Maceió conhecer o projeto do OAGLL. O Centro de Estudos Astronômicos de Pernambuco, CEA, a Sociedade Astronômica de Recife, SAR e a Sociedade de Estudos Astronômicos de Sergipe, SEASE todas entidades civis de reconhecida competência e participação no esforço de divulgação da Astronomia no Brasil.


    Um total de 10 astrônomos amadores durante a noite de sábado, junto com o colegas do Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas, CEAAL, conheceram o observatório e discutiram ações para uma maior interação entre as entidades nordestinas congêneres. Uma das propostas discutidas foi o fortalecimento da Liga Nordestina de Astronomia, LINEA através do desenvolvimento conjunto do  


    O Observatório em Maceió foi escolhido devido ao trabalho desenvolvido em Alagoas e a localização central no que se refere aos estados da parte oriental do nordeste do Brasil.